Acabou o mês da Consciência Negra. E agora?

Muito bacana ver as empresas usarem novembro para promover diversidade e inclusão de pessoas pretas, mesmo diante de tanta tristeza como o assassinato do João Alberto Silveira Freitas e as absurdas declarações do Governo de que “não existe racismo no Brasil”.

Mas e agora que novembro acabou?

Faço aqui uma reflexão com alguns dados e sugestões de próximos passos para empresas que realmente acreditam na igualdade e no sentimento de pertencimento de pessoas pretas.