HQ rara do Batman quebra recorde mundial em leilão milionário

Hoje em dia, edições antigas e raras de histórias em quadrinhos são consideradas itens de alto valor. E é claro que, quanto mais conceituado e famoso o personagem for, mais a HQ vale. Mesmo assim, foi uma surpresa ver o preço pelo qual foi vendida uma edição de Batman #1, em um leilão realizado pela empresa americana Heritage Auctions no último dia 14 de janeiro: 2,2 milhões de dólares.


Esse foi o valor mais alto já pago por uma HQ do Batman em um leilão, e uma grande surpresa para colecionadores de quadrinhos. “O dono desse gibi que foi vendido comprou a HQ nos anos 70 por apenas 11 mil dólares. Agora, estou muito curiosa para saber quem é esse novo dono, que me parece ser tão milionário quanto o Bruce Wayne!”, brinca Carol Zara, quadrinista e colecionadora brasileira que, atualmente, mora no exterior. Ela conseguiu conversar sobre o ocorrido com o brasileiro Cristiano Bierrenbach, sócio e vice-presidente executivo da Heritage Auctions, a empresa que organizou o leilão. “Essa HQ do Batman que foi leiloada é muito especial por conta da conservação maravilhosa de suas páginas. É a antiguidade de maior qualidade que existe do Batman e é, verdadeiramente, um item único da nossa cultura”, diz o empresário.


A edição publicada em 1940 também tem valor imensurável por conta da estréia de outros personagens que viraram grandes símbolos da cultura pop, o Coringa e a Mulher Gato. “O mercado de quadrinhos está muito aquecido e o resultado desse leilão é uma demonstração disso. O recorde anterior do Batman é recente, vendemos uma Detective Comics #27 em Novembro por $1.5 milhões de dólares,” relata Cristiano.


É interessante perceber como certas coisas que, na época pareciam banais, hoje assumem um valor altíssimo. Os super-heróis invadiram a cultura pop, os cinemas e as vidas das pessoas – e o Homem-Morcego foi um dos primeiros a fazer isso. “O Batman é um dos personagens mais reconhecidos no mundo inteiro. Ele ultrapassou os quadrinhos e agora faz parte do nosso dia a dia,” finaliza Carol.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *