Afinal, dar pão aos cães faz mal?

Conversei com o Veterinário Rafael Medeiros, que explicou um pouco mais sobre dieta equilibrada e como manter os pelos mais bonitos

Não tem nada mais gostoso do que ver nossos pets felizes. Uma das coisas que colocam um sorrisão no rostinho deles é comer besteira. Mas isso pode gerar consequências. Pão, que é adorado por muitos deles, pode ser um vilão e aqui vai o porquê.

“Como qualquer outro alimento que estiver fora da rotina alimentar, pão pode ser prejudicial à saúde dos cães. Se utilizado em pequena quantidade como petisco uma vez por semana, não faz mal, mas todos os dias leva ao desbalanceamento da dieta. Além disso, pela alta concentração de carboidratos, poder levar a obesidade e até diabetes”, comentou Rafael Medeiros, Veterinário.

De acordo com Rafael, este desbalanceamento da dieta dos cães pode ainda contribuir para a queda de pelos. “Não existe um componente específico na composição do pão que leve a queda de pelos. Não existe nenhum estudo falando sobre isso. Mas sim, pelo desbalanceamento nutricional no caso de o tutor oferecer muito pão, como qualquer outro alimento fora da dieta, pode levar a quer de pelos”, comentou.

Como evitar a queda de pelos?

Esta é uma dúvida de muitos pais de pet, porém não há como evitar. Os pelos têm sua vida (nascem, crescem e, eventualmente caem). Algumas medidas básicas no dia a dia, entretanto, ajudam a desacelerar este processo, reduzindo o caimento e, mais importante, mantendo-os saudáveis e bonitos. Entre eles, a escovação diária, o aumento do intervalo entre os banhos e, mais uma vez, a dieta equilibrada. “Em geral, boas rações possuem na sua composição nutrientes que auxiliam a manter a saúde dos pelos dos animais. Por isso é importante sempre conferir os rótulos. Certifique-se de que o alimento seja enriquecido em Ômegas 3 e 6, que ajudam bastante a conservar os pelos dos cães.  Sua suplementação ajuda na manutenção da barreira da pele e nos pelos”, finalizou.

Sobre Rafael Medeiros

Médico Veterinário (Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro – UFRRJ), com especialidade em felinos, atende também outros tipos de animais. Durante o período de distanciamento social, realiza atendimentos com horário marcado e cuidados apropriados em domicílio na Zona Norte do Rio de Janeiro.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *