Pride Bank lança campanha para ajudar ONGs durante a quarentena

Banco digital criou a #CasaPrideEmCasa com lives de especialistas e artistas para arrecadar doações

O Pride Bank, primeiro banco digital do mundo focado no público LGBTI+, não deixou que o período de isolamento social fosse motivo para esquecer de seu propósito, que é ajudar a comunidade. Para isso, criou a campanha #CasaPrideEmCasa  com o intuito de arrecadar doações voluntárias para ONGs e projetos sociais.

Para engajar o público, a campanha fez parceria com o SAMPATALKS, projeto de impacto social que visa promover o suporte coletivo, e traz lives semanais através dos perfis do Facebook e Instagram com especialistas e artistas, que participam de forma gratuita das conversas e apresentações, fomentando cultura, entretenimento e temas relevantes, não só para os LGBTI+, mas também para seus aliades.

A primeira ONG escolhida para ser beneficiada é a Eternamente SOU, uma casa de convivência de LGBTI+ idosos, que sofrem preconceito pela orientação sexual e pela idade. Além disso, fazem parte do grupo de risco da COVID-19. A meta é alcançar R$ 15mil para que esse valor seja revertido em compra de mantimentos, medicamentos e outros produtos e serviços essenciais. Quando o montante for atingido, outro projeto social será escolhido para receber a ajuda.

Para garantir 100% de transparência do investimento do valor arrecadado, a Welight, empresa de tecnologia social, faz o mapeamento de todo o fluxo de entrada das doações e como ele é gasto. Dessa forma, quem doa tem a garantia de que o dinheiro será utilizado de forma correta.

Apresentadas por Márcio Orlandi, CEO de Pride Bank, as lives da #CasaPrideEmCasa acontecem às segundas, quartas e sexta-feiras, às 19hs com bate papos com especialistas de diversos temas; às 23hs das sextas com pocket shows e aos sábados, às 16hs, com performances artísticas e DJs.

A estreia da campanha aconteceu em 31 de março, Dia Internacional da Visibilidade Trans, com participação das cantoras e compositoras Assucena Assucena e Raquel Virgínia, da banda As Bahias e a Cozinha Mineira, e Victor Namur, psicólogo e criador do canal Translúcido para falarem sobre o tema.

Acompanhe no Facebook (www.facebook.com/casapridebr) e Instagram (www.instagram.com/casdapridebr – @casapridebr) e faça sua doação www.welight.io/pridebank.

Sobre Pride Bank

Primeiro banco digital do mundo focado no público LGBTI+ e seus aliades, Pride Bank nasceu com propósito social para ajudar a comunidade. Para isso, criou o Instituto Pride, que doa R$ 5,00 a cada conta aberta para ONGs apoiadas: Casa Arouchianos, ELAS, e Eternamente Sou. Para garantir 100% de transparência em todo o processo de investimento em causas sociais a seus correntistas, a Welight, empresa de tecnologia social, será a parceira do Pride Bank. Administrando o Instituto Pride, através de sua tecnologia desenvolvida em blockchain, oferecendo abertamente ao público visibilidade completa de como cada centavo foi distribuído e aplicado.

Sobre Eternamente Sou

Organização não governamental que iniciou seus trabalhos em 2017 por meio de um coletivo de profissionais mobilizados pela necessidade da implantação de serviços e projetos voltados ao atendimento psicossocial a pessoas idosas LGBTI+. Considerando o preconceito, intolerância e a invisibilidade sofrida por esse público, buscamos desenvolver um trabalho integrado na rede socioassistencial do município de São Paulo, de modo a favorecer sua inclusão social e protagonismo, proporcionando uma velhice digna e ativa.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *